sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Unid IV Ativ 3

Conceito_de_curriculo_e_o_processo_de_integracao_sonia
Turma: Professor TA
Diretoria Regional de Ensino – PA
Mediadora: Marilda Cruz Sales Vaz


Conceito de Currículo e o Processo de Integração de Tecnologias ao Currículo


Currículo não são conteúdos prontos a serem passados para os alunos. “São uma construção e seleção de conhecimentos e práticas produzidas em contextos concretos e em dinâmicas sociais, políticas, culturais, intelectuais e pedagógicas”.
“Currículo trabalha tanto com o conhecimento organizado, sistematizado e selecionado em estruturas previamente concebidas, como o conhecimento que o aluno traz do seu contexto de vida”.
Hoje são inegáveis as contribuições das tecnologias ao desenvolvimento do currículo, com destaque para a facilidade no acesso de informações, que ampliam o universo do currículo. O professor quando tem objetivos claros na sua utilização, conhece os recursos que utiliza, as TICs constituem-se ferramentas com grande potencial para as mudanças na sala de aula, no ensino e na gestão, redimensionando o papel do escola e do professor.
A integração das tecnologias podem trazer contribuição ao currículo a medida que o professor conheça as tecnologias, (não é preciso grande competência na área de informática), mas que tenha clareza do uso dos objetivos, de sua área de atuação para a utilização das tecnologias com seus alunos na sala de aula.

Unid IV Ativ 2B

Projetos_de_trabalho_em_sala_de_aula_sonia
Turma: Professor TA
Diretoria Regional de Ensino – PA
Mediadora: Marilda Cruz Sales Vaz

Plano de Aula
Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Médio Língua Portuguesa Aspectos cognitivo-conceituais: mundo, objetos, seres, fatos, fenômenos e suas inter-relações
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

• a entender a impotância do adjetivo como caracterizador;
• a relacionar substantivo e adjetivo na construção do texto;
• a ampliar a diversidade vocabular;
• a reescrever textos substituindo ou acrescentando adjetivos.
Duração das atividades
Seis aulas de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Professor,
É importante que os alunos consigam identificar no texto os substantivos e os adjetivos, porém não são necessários conhecimentos aprofundados. Nesta proposta de atividade há momentos destinados à retomada desses conhecimentos, juntamente com a turma, e à solução de dúvidas, quando necessário.

Estratégias e recursos da aula
Primeira aula
Professor, entregue a cada um dos alunos uma cópia do poema “Retrato”, de Cecília Meireles, declame-o, ou peça a um aluno que o faça, com emoção.
Retrato
Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança, tão simples, tão certa, tão fácil:
— Em que espelho ficou perdida a minha face?
http://www.pensador.info/frase/MjUwODA/ - acesso em 08/09/2010
Feita a leitura, solicite que eles circulem no texto as palavras que indicam características do eu poético (Espera-se que os alunos circulem os adjetivos).
Aproveite para comentar com os alunos o sentido da expressão “eu poético”. Discuta com eles também as características descritivas do texto em estudo. Deixe claro que a descrição, geralmente, aparece "dentro" de outros tipos textuais, como recurso para a caracterização de personagens e espaços, por exemplo.
Professor, se a turma for do ensino fundamental final ou do ensino médio, aproveite para trabalhar as noções de descrição estática e dinâmica.
Disponha os alunos em pequenos grupos, projete (no retroprojetor ou data show) a imagem abaixo, e solicite, a partir dela, uma análise do poema, pautada nas relações de sentido entre os adjetivos e os substantivos por eles caracterizados.
Nesse momento, não se preocupe em conceituar adjetivos.

http://ceciliameireles2009.blogspot.com/2009_11_01_archive.html - acesso em 08-09-10
Em seguida, estimule os alunos em um debate a respeito das conclusões a que eles chegaram, fazendo perguntas a respeito dos sentidos das palavras no poema e das cores na imagem. É fundamental que os alunos sejam orientados sobre o comportamento adequado para a realização de atividades orais: saber a hora de falar e respeitar as colocações dos colegas e do/a professor/a.
Espera-se que os alunos percebam que o poema representa o sentimento de fragilidade e de impotência do eu poético frente à passagem do tempo. Os adjetivos nele presentes descrevem as características físicas (rosto magro, mãos frias) e psicológicas (triste, amargo...) relacionadas ao envelhecimento rejeitado pelo indivíduo.
Segunda aula
Relembre com os alunos o conceito e as funções dos adjetivos, a partir dos estudos realizados na aula anterior.
Em seguida, disponha-os novamente em grupos e solicite que eles criem frases, utilizando os adjetivos encontrados no poema “Retrato” para descrever outros seres e/ou objetos.
Terminada a tarefa, cada grupo deverá apresentar suas conclusões. Você deverá anotar no quadro os exemplos citados pelos grupos e, a partir das anotações, levar os alunos a refletir sobre os diferentes sentidos que cada um dos adjetivos pode assumir em função da sua relação com os substantivos que acompanham. Nesse momento, é interessante também mostrar a concordância (de gênero e de número) existente entre essas duas classes de palavras.
Sugere-se que seja construído coletivamente um texto em que se sistematizem os conhecimentos sobre adjetivos e sobre descrição adquiridos até esse momento; os exemplos utilizados deverão ser escolhidos entre aqueles apresentados pelos grupos nessa aula.
O texto deverá ser registrado no caderno e posteriormente publicado como conteúdo no blog da turma.
Sobre a criação de um blog para a turma, consulte a aula a seguir:
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=9804 - acesso em 08-09-10
Terceira aula
Projete a foto a seguir e peça que os alunos, individualmente, comparem-na com a que foi utilizada na primeira aula, levando em conta as semelhanças e diferenças entre elas.
Oriente-os na elaboração de um parágrafo comparativo, no qual deverá ocorrer a descrição dos elementos presentes nas imagens (chame atenção para o ambiente de cada uma das fotos, para as cores que o compõem e, principalmente, para as expressões faciais e físicas dos idosos retratados).
Se necessário, explique aos alunos como produzir um parágrafo comparativo e reforce as características da descrição.
http://unforgettabletourism.blogspot.com/2010_04_01_archive.html - acesso em 02-09-10


Iniciada a atividade de produção do parágrafo, passe entre as carteiras, auxiliando os alunos que tiverem dúvidas. Observe se eles estão utilizando adequadamente os adjetivos.
Espera-se que os alunos percebam na primeira imagem a frustração da idosa frente ao envelhecimento, o olhar fixo no retrato de sua juventude preso no espelho, a ênfase nas rugas de seu rosto e na sua postura curvada. Eles devem relacionar os sentimentos transmitidos pela personagem retratada à cor da fotografia, que também remete ao envelhecimento, à tristeza e solidão. Já na segunda imagem, devem notar que os idosos transmitem felicidade e emoção através do olhar, do sorriso, da disposição do corpo; e que o ambiente colorido e iluminado contribui para essa leitura. Certamente, eles observarão outros detalhes, que poderão ou não ser coerentes e relevantes para a leitura.
Quarta aula
Inicie a aula, propondo que os alunos troquem de caderno entre si para a correção do parágrafo da aula anterior. Solicite que eles observem os seguintes aspectos:
• Ficou clara a comparação entre as expressões faciais e corporais dos idosos retratados?
• Foram utilizados adjetivos para descrever tais expressões e sentimentos a que elas remetem?
• As cores das fotografias e sua luminosidade foram consideradas na comparação?
• O texto consegue reproduzir de forma coerente e com clareza as imagens?
Durante essa atividade, passe entre as carteiras e auxilie os alunos na correção dos parágrafos dos colegas.
Em seguida, os alunos deverão destrocar os cadernos e, a partir das observações e sugestões do colega (leitor), reescrever o parágrafo, se necessário.
Peça que alguns alunos leiam as produções para a turma e discuta os aspectos que julgar necessários.
Sugira que eles conversem com um idoso a respeito das discussões feitas em sala sobre o envelhecimento e que entrevistem essa pessoa a para descrevê-la na próxima aula.
Quinta aula
Oriente os alunos a produzirem um texto narrativo em que o idoso entrevistado seja a personagem principal. Lembre-os de descrever as características físicas e psicológicas, os hábitos, gostos e os espaços em que vive esse personagem.
Recolha os textos e corrija-os para a próxima aula, levando em conta a ortografia, a pontuação, a coesão, a coerência, a adequação ao tema, dentre outros aspectos.
Peça que os alunos levem fotos dos idosos homenageados.
Sexta aula
Professor, leve os alunos ao laboratório de informática para que digitem os textos. Se não dispuser desse recurso, peça que passem os textos a limpo com bastante capricho.
Depois de impressos ou reescritos, os textos deverão ser enfeitados com as fotografias e dispostos no mural da escola.
Organize com os alunos um momento posterior para que os idosos homenageados visitem a escola e vejam o mural.
Recursos Complementares
Professor,
Se a turma ainda não tiver um blog, sugiro que você acesse o link abaixo para conhecer uma aula muito interessante sobre o tema.
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=9804 - acesso em 20-09-2010
Veja também nos links indicados abaixo sugestões de atividades sobre adjetivos e texto descritivo.
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=19185 - acesso em 02-09-2010 - Aula sobre adjetivos.
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=20207 - acesso em 02-09-2010 - Aula sobre descrição a partir de fotografia.
http://www.portrasdasletras.com.br/pdtl2/sub.php?op=redacao/teoria/docs/descricaoteoria - acesso em 20-09-2010 - Texto didático sobre descrição.

Avaliação
Professor,
A avaliação deve ser processual. Observe, a cada atividade desenvolvida:
• o envolvimento dos alunos,
• o entrosamento dos indivíduos nas atividades em grupo,
• a desenvoltura nas atividades orais
Nas produções escritas, considere:
• a adequação ao tema e à proposta,
• o uso de elementos de coesão,
• a coerência interna e externa,
• a adequação gramatical.
• o empenho em reescrever o texto.
Não corrija os erros para os alunos. Sinalize os problemas, teça comentários, indique os pontos positivos do texto e oriente a reescrita.

Unid IV Ativ 2A

Socializando_experiencias_com_projetos_sonia
Turma: Professor TA
Diretoria Regional de Ensino – PA
Mediadora: Marilda Cruz Sales Vaz



Socializando Experiências com projetos

.
“Quando se desenvolvem trabalhos com projetos, as tecnologias constituem o suporte á sua realização.”
Ao executar um projeto desenvolvemos em nossos alunos conceitos de socialização, disciplina, desenvolvimento do senso crítico, colaboração e cidadania.
Os conteúdos são facilmente integrados as disciplinas trabalhadas, pois quando se trabalha com projetos os professores têm flexibilidade de acrescentar e/ou retirar o que precisar.
As tecnologias nos ajudam muito na realização das atividades, pois são motivadoras e despertam os alunos na busca do conhecimento.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Unid IV Ativ 1

Unid_IV_Ativ_1_Pensando_sobre_possiveis_mudancas_sonia
Turma: Professor TA
Diretoria Regional de Ensino – PA
Mediadora: Marilda Cruz Sales Vaz



Pensando sobre possíveis mudanças e contribuições das tecnologias

Na entrevista de Pedro Demo, ele aborda um ponto muito interessante que ser professor não é dar aulas, não é instruir, é cuidar que o aluno aprenda. O professor gosta de dar aulas, e os dados sugerem que quanto mais aulas, menos o aluno aprende. É melhor dar menos aulas e cuidar que o aluno pesquise, elabore, escreva, aprenda. Pedro Demo coloca que a Pedagogia precisa inventar um professor que já venha com uma cara diferente, não só para dar aulas e que seja tecnologicamente correto. O professor de sala de aula precisa aprender constantemente, aprimorar sempre.
Aborda também sobre os maiores desafios que professores e alunos enfrentam hoje para acompanhar o desenvolvimento tecnológico como subsídios de aprendizagem, e ele coloca muito bem que o professor deve buscar inovar sua prática, que ele é a peça fundamental dentro da escola( ele é a tecnologia das tecnologias) e deve se portar como tal. Mas para isso o professor também tem que se atualizar, fazer cursos na área e não estagnar no tempo tendo medo de ousar, medo do novo.
Sabe-se, que o aluno deste novo século necessita interagir com o mundo, e isso acontece através da internet. Esse recurso permite uma forma de aprendizado diferente e muito mais atraente para nossos educandos. É preciso que se fale na escola uma linguagem que tenha significado na vida do aluno



REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Tecnologia na Educação: Ensinando e Aprendendo com as TIC;
Pedro Demo – Os desafios da linguagem no século XXI.
Cursita: Sonia Maria Moura Pires Pinto

Vídeo Rapunzel

video

Unidade III Atividade 3

REFLETINDO SOBRE MINHA APRENDIZAGEM


A atividade realizada tendo com base o planejamento executado com o uso do material digital, Power Point, não foi muito difícil, por já ser um recurso utilizado por mim e também pelos os alunos para apresentarem trabalhos.
Porém ao navegar na internet no programa da TV Escola me trouxe um leque de sugestões para criação aulas mais dinâmicas e mais atrativas. Pela riqueza de recursos já preparados de acordos com os conteúdos curriculares.
O uso da hipermídia para apresentar um determinado conteúdo deixa os alunos mais motivados a participar da aula com mais entusiasmo, além do que facilita bem mais o desenvolvimento da aula.
REFLEXÃO ATIV. HIPERTEXTO



A realização da aula utilizando o recurso da hipermídia, ocorreu primeiramente com proposta de trabalhar o tema: Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, na disciplina de Arte, objetivando juntamente com os alunos, compreender um pouco sobre a cultura africana: Os diferentes gingados, ritmos, sons, beleza e estética, presente em todos os estilos, bem como a luta pela identidade do seu povo meio a tantas diversidades.Ao navegar o site da revista Nova Escola, visitando o link preparei um vídeo com imagens, música (tema oficial da copa) e mensagem para trabalhar em sala, seguido de uma seqüência de atividades de pesquisas, produções e apresentações culturais.Trabalhando desta forma, além de estimular o protagonismo juvenil dos alunos, estabeleceremos uma relação de confiança entre professor aluno/aluno professor e aluno/aluno.
È o ato e o prazer de fazer que engrandece a profissão!!!.